A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: piso salarial

Flávio Dino diz que aumento salarial beneficiou 45 mil professores

O governador do Maranhão fala sobre as medidas que sustentam o novo piso salarial para a categoria na rede pública estadual e destaca a necessidade de melhorar a qualidade da educação.

Professor recebe reajuste de apenas 7% e ministro fala em valorização

O governo Temer segue subestimando a educação pública brasileira. Nesta quinta-feira (11) o Ministério da Educação (MEC) divulgou um aumento do piso nacional dos professores de 7,64%, passando de R$ 2.135,64 para R$ 2.298,80. No ano interior, quando Dilma Rousseff ainda presidia o país, o aumento foi de 11,36%. O maior reajuste do piso foi registrado em 2012, com 22,22%.

Professores protestam por piso nacional com apoio do MST

Professores da rede pública estadual de Pernambuco se uniram na manhã desta sexta-feira (6) a outros movimentos sociais para pressionar o governo em um protesto pelo pagamento do piso nacional da categoria, além de exigir melhores condições de trabalho e estrutura para as escolas do estado.

Mais da metade dos estados não paga o piso aos professores, diz CNTE

Mais da metade dos estados brasileiros não cumpre o salário estipulado na lei do piso dos professores, de acordo com levantamento divulgado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). São 14 os estados que pagam aos professores menos do que os R$ 2.135,64 por mês.

2016 começa com impasse no reajuste do piso dos professores 

O reajuste do piso salarial dos professores em 2016 é motivo de preocupação tanto para estados e municípios, quanto para os docentes. De acordo com indicadores nos quais se baseiam o reajuste, divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), os salários iniciais devem aumentar 11,36%. No entanto, segundo  cálculos da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e entes federados, no entanto, o aumento deve ser de 7,41%.

Assembleia Legislativa votará PL que garante reajuste salarial dos ACS

Os sindicalistas entregaram uma Carta Aberta aos deputados, solicitando a aprovação da medida.

Dilma sanciona com vetos piso salarial para agentes de saúde 

Os agentes comunitários de saúde passam a ter direito, a partir desta quarta-feira (18), a piso salarial de R$ 1.014 em todo o país. Ao sancionar o piso, porém, a presidente Dilma Rousseff vetou dispositivos que tratavam do reajuste do valor, da organização das carreiras e de incentivo da União para fortalecimento das áreas de atuação desses profissionais. 

Senado aprova piso de R$1.014 para agentes de saúde 

O Senado aprovou nesta quarta-feira (21) o projeto que fixa em R$1.014 o piso salarial nacional para os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, com jornada de 40 horas semanais. O texto foi aprovado na Câmara dos Deputados no inicio do mês. A matéria segue para sanção presidencial.

Piso salarial dos agentes comunitários de saúde é aprovado

Reajustes anuais também são previstos no texto aprovado por um parecer do deputado Domingos Dutra

Bira comemora conquista dos agentes comunitários de saúde

A Câmara Federal aprovou, na noite desta quarta-feira (08), o piso salarial para os agentes comunitários de saúde e também de combate às endemias.

Agentes de saúde e deputados comemoram piso salarial 

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (7), o projeto de Lei que fixa o piso nacional de R$1.014 mensais para os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias. A aprovação da matéria foi comemorada pela categoria, que acompanhava a votação das galerias, e pelos parlamentares que lutam por melhoria para a classe trabalhadora. O texto volta para apreciação no Senado por ter tido alterações na Câmara. 

PCdoB defende aprovação de piso salarial para agentes de saúde 

A líder da bancada do PCdoB na Câmara, deputada Jandira Feghali (RJ), reforçou nesta terça-feira (8) o posicionamento favorável do Partido ao projeto que estabelece piso nacional de dois salários mínimos para os agentes comunitários de saúde. Após intenso debate na noite desta terça-feira no Plenário da casa, os líderes partidários e o presidente da Câmara, deputado Henrique Alves (PMDB-RN), fecharam acordo para votação da matéria entre os dias 13 e 14 de maio. 

1 2