A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: quilombolas

Depois de promessa, GT para Alcântara será oficialmente criado

 O vice-líder do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry (MA), cobrou do ministro Marcos Pontes a promessa de criação de um Grupo de Trabalho Interinstitucional para debater, junto à comunidade de Alcântara (MA), as consequências do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) e uso da Base Espacial instalada em território maranhense.

Câmara aprova Acordo que prevê a utilização da Base de Alcântara

A Câmara dos Deputados aprovou o Acordo que possibilita a retomada das atividades na Base de Alcântara. OPCdoB confirmou o voto favorável, reafirmando que esta poderá ser uma oportunidade para a retomada da política aeroespacial brasileira

PCdoB reafirma apoio ao Acordo para uso da Base de Alcântara

Porta-voz do Partido durante primeira etapa de apreciação do AST, Márcio Jerry defendeu que dívidas com quilombolas têm de ser resolvidas, mas correm de modo paralelo à tramitação do Acordo

Em defesa do desenvolvimento, com o DNA da soberania nacional

Na última semana demos sinal verde para o que representa a retomada da política aeroespacial brasileira. Recomeço que se dá em um momento histórico, visto que rememoramos, neste mesmo momento, os 16 anos da prematura morte de 21 técnicos durante o trágico acidente com o foguete VLS-1 XV-03, na Base de Alcântara.

Por Perpétua Almeida e Márcio Jerry

Deputados e procuradores acompanharão situação de quilombolas no MA

 Objetivo é garantir o acompanhamento das tratativas sobre o uso do território diante da implementação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST)

Comissão de Direitos Humanos inicia visita à Alcântara nesta quinta 

 Objetivo é acompanhar a situação das famílias de quilombolas e os possíveis impactos do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST)

AST é chance de avaliar passivos com quilombolas, avalia deputado

O vice-líder do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA) é um dos parlamentares confirmados na comitiva que visitará a cidade de Alcântara, nos próximos dias 4 e 5 de julho

Movimentos se mobilizam contra retrocessos de Bolsonaro no Congresso 

Representantes de comunidades quilombolas têm se articulado junto a parlamentares do Congresso Nacional para tentar alterar trechos da Medida Provisória (MP) 870, editada por Jair Bolsonaro (PSL) após a posse presidencial. Ao reformular a estrutura administrativa do Poder Executivo federal e reduzir de 29 para 22 o número total de ministérios, a MP também realizou uma redistribuição de competências que atingiu interesses sociais e populares.

Assassinatos de quilombolas crescem 350% em um ano no Brasil

O número de assassinatos de quilombolas no Brasil saltou de 4 para 18 em um ano, de 2016 a 2017, o que configura um aumento de 350% no período. O dado é um dos destaques do relatório intitulado “Racismo e violência contra quilombos no Brasil”, divulgado oficialmente na noite desta terça-feira (25), em Brasília (DF).

Menos de 7% das áreas quilombolas no Brasil foram tituladas

Menos de 7% das terras reconhecidas como pertencentes a povos remanescentes de quilombos estão regularizadas no Brasil. Nos últimos 15 anos, 206 áreas quilombolas com cerca de 13 mil famílias foram tituladas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), órgão que executa a titulação das terras já identificadas e reconhecidas.

PEC 215: mais uma ameaça aos direitos quilombolas

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai decidir se existe futuro para os mais de 16 milhões de quilombolas brasileiros, ameaçados de perder suas terras, suas memórias e sua identidade. Em um desabafo, a coordenadora Nacional das Entidades Quilombolas, Maria Rosalina dos Santos faz um alerta e pede apoio na luta. O vídeo foi gravado no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Queimada Nova, no Piauí. 

Por Felippe Kopanakis*
 

Bolsonaro é condenado por discriminar comunidades quilombolas

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) foi condenado a pagar R$ 50 mil por danos morais coletivos a comunidades quilombolas e à população negra em geral. Isso porque, em abril deste ano, o parlamentar fez uso de expressões injuriosas, preconceituosas e discriminatórias com o “claro propósito de ofender, ridicularizar, maltratar e desumanizar as comunidades quilombolas e a população negra” durante palestra realizada no Rio de Janeiro.

1 2 3 11