Ministério da Economia desmente rumores de demissão de Guedes

Fragilizado, Paulo Guedes foi desautorizado por Bolsonaro sobre o Renda Brasil. Presidente disse que não enviará a proposta da equipe econômica ao Congresso.

Paulo Guedes e Jair Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/PR

O Ministério da Economia teve de desmentir rumores de que o ministro Paulo Guedes convocaria uma entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (26) para pedir demissão.

O Vermelho apurou que o boato surgiu em relatórios de mercado que começaram a circular esta tarde, pouco depois de Jair Bolsonaro desautorizar Guedes sobre o programa Renda Brasil em agenda em Ipatinga (MG).

Jornalistas que cobrem o Ministério da Economia questionaram a assessoria de imprensa, que negou a informação. “Não procede marcação de coletiva para pedido de demissão. Ministro continua despachando normalmente”, disse a assessoria.

Guedes também já deu entrevista à jornalista Cristiana Lôbo, da Globo News, buscando acalmar os ânimos. Disse que é Bolsonaro quem decide, mas que está tudo equacionado e não haverá furo do teto de gastos. “Não tem truque e nem fura-teto. Tudo será feito com total transparência”, afirmou.

Fritura pública

Bolsonaro ficou insatisfeito com o desenho do Renda Brasil apresentado por Guedes, que propõe extinguir uma série de programas sociais para criar a renda bolsonarista.

Como é seu hábito com ministros que caem em seu desagrado, o presidente fritou publicamente o titular da pasta da Economia, dizendo que mandou suspender os estudos para o programa da forma como estava. “A proposta que a equipe econômica apareceu para mim não será enviada ao Parlamento”, disse.

Ciente de que o auxílio emergencial de R$ 600 – uma vitória da oposição sobre os R$ 200 enviados por Guedes – salvou sua popularidade em queda, Bolsonaro parece temer se arriscar ao impacto que traria à sua imagem a extinção de programas como o abono salarial e a Farmácia Popular. Após as declarações do presidente, a bolsa de valores caiu e o dólar disparou. Muito próximo a Guedes, o mercado teme um governo “gastador”.

Autor

Um comentario para "Ministério da Economia desmente rumores de demissão de Guedes"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *