Márcio Jerry: Lula oferece propostas concretas para reconstruir o país

Ao conceder entrevista ao Portal Vermelho, o deputado federal reeleito, Márcio Jerry (PCdoB-MA) analisou a disputa eleitoral à presidência. Para ele, o ex-presidente Lula oferece propostas concretas para reconstruir o país.

Vermelho Entrevista

Em entrevista exclusiva à TV Vermelho na noite desta terça-feira (18), o deputado federal reeleito pelo PCdoB do Maranhão, Márcio Jerry ressaltou temas como a disputa eleitoral à presidência da República neste segundo turno e também sobre a grande vitória do campo progressista e do PCdoB em seu estado.

O parlamentar que também é coordenador da campanha de Lula no Maranhão, disse estar otimista com a possibilidade da eleição do ex-presidente. Para ele, Lula é o candidato que apresenta propostas concretas para a reconstrução do país.

O deputado estima que a eleição à presidência do país tem “dimensão histórica, muito importante, aguda e estratégica”. “Pelo discurso de verdade, sinceridade, diálogo, franco e aberto com o nosso povo. Enfrentando essa onda de sempre, de fake News, de mentiras protagonizadas pelo candidato Bolsonaro”, ressaltou.

Em sua opinião, o debate da disputa presidencial está marcado pelo antagonismo. “Civilização versus barbárie. Verdade versus mentira. Amor sincero à Pátria contra aqueles que todos os dias desonram a nossa nação. Portanto, uma luta de dimensão histórica, muito importante, aguda e estratégica”, ressaltou o parlamentar.

Leia também: Proposta de Lula para gerar empregos resgata o Estado como indutor da economia

Neste sentido, o deputado disse estar “muito esperançoso e confiante” na vitória de Lula. “Temos participado ativamente das atividades aqui no Maranhão. Estado que deu 68% de votos a Lula no primeiro turno e, nós estamos convictos que ampliaremos essa votação de Lula aqui no estado do Maranhão”.

Para que essa vitória se concretize, o parlamentar avaliou que “é preciso muito envolvimento, muita entrega, muita militância de todos aqueles que realmente defendem o nosso país, defendem que haja políticas públicas voltadas para a maioria do povo. Defendem que a gente possa ter oportunidade e sob o comando de Lula reconstruir o Brasil”, considerou.

Ao falar sobre a decisão do Ministro do TSE, Alexandre de Morais, desta terça-feira (18), solicitando a apresentação do relatório de fiscalização paralelo realizado pelas Forças Armadas sob o comando do Ministério da Defesa no primeiro turno da eleição no país. E que, no entanto, até o momento não foi divulgado, o deputado considerou que “segredo é a marca do governo Bolsonaro”.

“O assunto veio à tona por conta dessa desconfiança reiterado do presidente Bolsonaro com o sistema”. Para ele, mais um “ensaio golpista de Bolsonaro que nas suas especulações antidemocráticas pensa que pode dar um golpe, desrespeitar, inventar alguma desculpa para que haja questionamento do resultado do pleito”.

Leia também: TSE determina punições contra “ecossistema” de fake news do bolsonarismo

Neste sentido, o parlamentar ressaltou na entrevista, a sua plena confiança no processo eleitoral brasileiro. Para ele, a divulgação do relatório, “com certeza deverá atestar a segurança absoluta do sistema de votação em nosso país”.

Ainda sobre o assunto, o parlamentar recordou dos reiterados sigilos que o presidente Bolsonaro coloca sobre assuntos que deveriam ser de conhecimento de toda a sociedade. Para o deputado, essas medidas impactam negativamente o ambiente político e democrático do país.

Orçamento Secreto: “Inaceitável”

O deputado reiterou ainda sobre a “imoralidade” que representa a proposta de lei orçamentária encaminhada pelo Executivo ao Congresso Nacional, o chamado “Orçamento Secreto” ou “Bolsolão”.

“É impossível ter uma governança séria, transparente, com esse orçamento em segredo”.

Para o deputado, “é um episódio de degeneração da forma de governar que Bolsonaro inventou para a sua base de apoio no Congresso. Serve para a utilização indevida, favorecer fraudes e desvio de recursos”, explanou o parlamentar.

O que se sabe é que o “orçamento secreto” retira bilhões de reais de áreas fundamentais como a saúde, educação, ciência e tecnologia para obter apoio no Congresso. Como foi revelado “nos vários casos absurdos, escandalosos, que tiveram repercussão na imprensa nacional de desvio de recurso especialmente na área da saúde”, disse, citando o caso descoberto pela PF em seu estado em que um consultor inseriu dados falsos no sistema do SUS e pediu quase 70 milhões de reais em emendas.

“Em todos os aspectos é absolutamente ruim para o país e marcado por muitos casos de corrupção vergonhosos como nós atestamos aqui no estado do Maranhão”, sublinhou o deputado na entrevista.

Além disso, ressaltou o deputado, a falta de transparência do orçamento contaminou o processo eleitoral. Para ele, uma deformação do sistema democrático”, completando que “não pode transformar a eleição num balcão de quem tem oportunidade de roubar dinheiro público”.

E mais, ponderou Márcio Jerry, esse fato “é uma negação do nosso ordenamento das leis e do Estado Democrático de Direito. Uma degeneração absurda que não podemos aceitar, é preciso investigar e acabar com essa imoralidade. Nos posicionando contrário, pois é um mecanismo mais equivocado que se possa imaginar, completou o parlamentar.

Além disso, “o Orçamento Secreto tira qualquer possibilidade de planejamento, tira recurso para colocar em que fins? Não se sabe!”, disse.

Vitória do projeto eleitoral no Maranhão

Presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry falou sobre a sua reeleição como deputado federal, “como o mais votado da Federação no estado” e também da segunda suplência da candidata federal, Flávia Alves. O dirigente notabilizou também a conquista das vagas das candidaturas estaduais do seu PCdoB no Maranhão que aumentou para cinco cadeiras na Assembleia Legislativa do Estado.

Do PCdoB, três deputados estaduais foram reeleitos, o partido conquistou mais duas vagas na Casa. “Para representar o PCdoB na Assembleia Legislativa do Maranhão”, comemorou. Márcio Jerry citou cada um dos deputados eleitos e também falou da vitória da chapa majoritária ao governo do estado, com a eleição no primeiro turno do governador Carlos Brandão e para a vaga ao Senado, de Flávio Dino.

Nesta reta final da campanha presidencial, o deputado salientou que todos no Maranhão estão “totalmente integrados na eleição do nosso presidente Lula, para que possamos na primeira semana de novembro estar fazendo uma grande agenda de mudança em nosso país. E também uma agenda de apoio ao nosso governador Carlos Brandão, que sintonizado com Flávio Dino no Senado e Lula na presidência, a gente possa conquistar muito mais para o nosso estado”, disse Márcio Jerry.

O deputado comentou ainda sobre outros temas do dia.

Confira a íntegra da entrevista: