A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: Peru,

De Olho no Mundo, por Ana Prestes

Completa-se o primeiro mês desde que o Talibã assumiu o controle do Afeganistão. Os acontecimentos nesse período, entre eles o anúncio do governo provisório, é o principal destaque da análise internacional de Ana Prestes. Outros temas analisados são: a disputa eleitoral na Alemanha que encerrará 16 anos do governo de Angela Merkel, as relações entre China e EUA, o golpe militar na Guiné-Conacri, as novidades nas investigações sobre a morte do presidente Jovenal Moise, do Haiti, a tentativa do governo peruano para convocar uma Assembleia Constituinte e a derrota do presidente Alberto Fernandez nas eleições primárias da Argentina.

De Olho no Mundo, por Ana Prestes

A vitória trabalhista nas eleições parlamentares da Noruega possibilitará a formação de uma ampla aliança de esquerda para assumir o governo do país nórdico. Esse é um dos destaques da análise internacional de Ana Prestes junto com as eleições primárias da Argentina, a morte do líder guerrilheiro peruano Abimael Guzmán, o avanço das negociações entre o Irã e a Agência Internacional de Energia Atômica, o encontro entre os presidentes Putin, da Rússia, e Assad, da Síria e o pronunciamento de Michele Bachelet, presidente do Conselho de Direitos Humanos da ONU sobre os ataques de garimpeiros brasileiros contra povos Yanomami e Munduruku.

Peru: Congresso aprova voto de confiança ao gabinete de Pedro Castillo

Após intensas negociações, o governo de Castillo derrotou por expressiva maioria, a direita golpista.

As estratégias da direita peruana para derrubar Pedro Castillo

O governo, com apenas um mês de mandato, está na mira dos setores da extrema direita que, por suposto, tentam desestabilizá-lo.

De Olho no Mundo, por Ana Prestes

O novo chanceler peruano, Oscar Maúrtua, a passagem de Kamala Harris pela Ásia, a reunião do G7 sobre a crise afegã, a política anti-imigração grega, as eleições presidenciais no Chile e os terremotos no Haiti

O que o Peru ensina à esquerda, por Boaventura Santos

Indígenas e camponeses, ronderos, habituados a rondar as suas comunidades para garantir a segurança dos vizinhos, convergiram em Lima para vigiar e garantir o resultado das eleições, a própria democracia.

A semana na TV Grabois: 2 a 6 de agosto

Teve conteúdo sobre o pós-eleições no Peru, industrialização, lugar de fala, hegemonia em Raymond Williams e as transformações econômicas que vêm ocorrendo no socialismo chinês.

Castillo toma posse prometendo nova Constituição

O professor rural e sindicalista Pedro Castillo foi empossado nesta quarta-feira (28) como novo presidente para o período 2021-2026, “pelos povos do Peru, por um país sem corrupção e por uma nova constituição”.

Pedro Castillo convoca “a unidade mais ampla” do Peru

Pedro Castillo e Dina Boluarte receberam suas credenciais como presidente e vice-presidente do Peru

Castillo pede união do povo e recebe saudações internacionais

A justiça eleitoral proclamou, nesta segunda-feira (19), Pedro Castillo como presidente eleito do Peru, que imediatamente agradeceu ao povo por seu triunfo histórico e fez um apelo à unidade para a construção de um país justo e inclusivo. O presidente eleito recebeu saudações de várias partes do mundo. A posse será no próximo dia 28 de julho.

De Olho no Mundo, por Ana Prestes

A proclamação da vitória de Pedro Castillo depois de seis semanas das eleições presidenciais no Peru é um dos destaques principais da análise internacional de Ana Prestes, que também trata da posse de Ariel Henry como primeiro ministro do Haiti, das investigações da participação dos Estados Unidos e da Argentina no golpe de 2019 na Bolívia, a retormada do julgamento do ex-presidente sulafricano Jacob Zuma, das denúncias de espionagem feitas pelo software israelense Pegasus e a tentativa dos Estados Unidos de imputar à China atos criminosos em “ações cibernéticas desestabilizadoras”.

Governo peruano rejeita pedido de Fujimori por auditoria internacional

O ministro da Justiça, Eduardo Vega, explicou em carta enviada a Keiko Fujimori que legalmente o governo não pode intervir enquanto o júri eleitoral do país analisa denúncias de supostas irregularidades.

1 2 3 34