A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: PIB,

A China voltou a ser a principal potência econômica do mundo?

São muitos os aspectos da economia chinesa que demonstram um claro avanço sobre o poderio global dos EUA. O que falta para ultrapassá-los?

CNI reduz estimativas para crescimento do PIB e da indústria

Previsão para o PIB de 2022 cai de 1,2% para 0,9%.

Banco Mundial reduz pela metade a projeção do PIB brasileiro em 2022

É a segunda pior previsão para o desempenho do Produto Interno Bruto no ano – o Brasil ficou à frente apenas do Haiti

Resultado do PIB não alivia desânimo sobre a economia em 2022

De acordo com o professor José Luís Oreiro, Produto Interno Bruto continua sem tração.

FMI: Brasil terá pior desempenho entre as maiores economias

Segundo o fundo, disparada da inflação e aumento da taxa de juros “vão pesar sobre a demanda doméstica” em 2022.

Política econômica do governo Bolsonaro destrói o país, dizem deputados

“A recuperação prometida por Guedes não se confirmou, e o PIB caiu 0,1% no terceiro trimestre. O cenário é desolador. A inflação está nas alturas, a renda em queda e os juros subindo”, afirmou o líder do PCdoB, Renildo Calheiros

Com PIB em queda, trajetória da economia ganha formato de raiz quadrada

De acordo com artigo publicado no G1, após dois trimestres de queda, recuperação em ‘V’ anunciada por Guedes ganhou outro desenho. Com inflação nas alturas, renda em queda e juros subindo, economistas ouvidos pelo portal apontam para quadro de estagflação e risco de retração em 2022.

Brasil teve um dos piores desempenhos entre as economias do mundo

Para professor de Economia da UnB, recessão é efeito da alta dos juros e do corte nos gastos com a assistência social.

Indicadores econômicos numa nova ordem: o que o PIB mede e não mede?

Muito útil para comparações internacionais, o PIB não esclarece questões de justiça social, como desigualdades de renda e consumo.

Fome: No Governo Bolsonaro, comida custa 25 horas a mais de trabalho por mês

Segundo levantamento realizado pelo Dieese para o Portal Vermelho, no início do Governo Bolsonaro, o custo da alimentação de um trabalhador estava em R$ 467,65 enquanto o salário mínimo foi fixado em R$ 998,00. Ou seja, era suficiente para comprar 2,1 cestas. Em setembro de 2021, a cesta já chegava a R$ 673,45 para um salário de R$ 1.100,00, conseguindo o mínimo adquirir 1,6 cesta.

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Entre 1990 e 2010, no contexto da arrancada industrial, a proporção de população pobre passou de 66,3% para 11,2%, de acordo com o Banco Mundial.

“Custo covid-19” no Brasil foi maior, por Márcio Pochmann

Pesquisa estima o custo econômico nacional da pandemia da Covid-19 no Brasil,

1 2 3 32