A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: Violência contra a mulher

Licença para estuprar: 3 mil casos em serviços de saúde

Três mil estupros em serviços de saúde: nem em centros cirúrgicos e UTIs mulheres estão a salvo.

Por Bruna de Lara*


Casos de feminicídio dobram em SP; uma mulher é morta a cada 36 horas 

As mulheres estão as principais vítimas da crise de segurança pública em São Paulo – estado governado pelo PSDB há 24 anos. Em média, uma mulher é vítima de feminicídio no estado a cada 36 horas. Em 2018, 148 assassinatos foram registrados já no boletim de ocorrência como derivados de violência doméstica ou por “menosprezo ou discriminação à condição de mulher”. O número de mortes é mais do que o dobro do que o observado em 2016 (70), embora a quantidade de homicídios dolosos tenha diminuído.

Cida Pedrosa: Lenha na fogueira 

Recentemente, o presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou um decreto que flexibiliza a posse de armas de fogo em todo o país. Cada pessoa poderá adquirir até quatro armas para manter em casa ou no comércio. Paralelo a essa notícia assustadora, a respeitada organização internacional Human Rights Watch divulgou um relatório anual sobre violações dos direitos humanos em 90 países.

Câmara aprova projetos de combate à violência contra mulheres

As votações foram marcadas pela campanha mundial dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

Por Ana Luiza Bitencourt*

Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017

A cada dez feminicídios cometidos em 23 países da América Latina e Caribe em 2017, quatro ocorreram no Brasil. Segundo informações da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), ao menos 2.795 mulheres foram assassinadas na região, no ano passado, em razão de sua identidade de gênero. Desse total, 1.133 foram registrados no Brasil.

Judiciário inocenta juíza que mandou prender advogada negra

Tribunal de Justiça concluiu que Valéria Lúcias dos Santos "se jogou no chão" e foi apenas "momentaneamente" algemada.

Organizadora de grupo de Mulheres contra Bolsonaro é agredida no Rio

Uma das administradoras do "Mulheres Unidas contra o Bolsonaro", Maria Tuca Santiago foi agredida na noite da segunda-feira 24 no Rio de Janeiro, segundo informou o PSOL, partido ao qual ela é filiada, e o próprio grupo no Facebook.

Brasil ainda é negligente com a exploração e o tráfico de mulheres

 Mulheres e crianças representam 82% das vítimas de tráfico de pessoas no mundo, e o Brasil é o país com maior incidência na América do Sul, de acordo com o Escritório das Nações Unidas para o Combate às Drogas e ao Crime (UNODC). Este domingo (23), marca a data do Dia Internacional contra a Exploração Sexual e o tráfico de Mulheres e Crianças. Para quem estuda e denuncia o tema, o país tem negligenciando o fenômeno e suas vítimas.

Por Júlia Dolce

Grupo contra Bolsonaro incomoda por seu potencial, diz antropóloga

Após sofrer ataques neste fim de semana, o grupo “Mulheres Unidas contra Bolsonaro” foi retirado temporariamente do ar pelo Facebook. O grupo ganhou repercussão por reunir em poucos dias mais de 1 milhão de mulheres (além de milhares de outras solicitações aguardando aprovação) se opondo à candidatura do deputado Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência.

Grupo “Mulheres contra Bolsonaro” é atacado por hackers no Facebook

Nome de mobilização foi trocada. No Twitter, campanha de candidato comemora mobilização contrária. Facebook diz que está investigando atividade suspeita.

OAB pede afastamento de juíza e policiais que prenderam advogada

Em uma sala de audiência no Fórum de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, a advogada Valéria Lúcia dos Santos defendia a sua cliente de uma cobrança indevida.

Advogada negra é algemada e arrastada em audiência no Rio

A advogada negra Valéria Santos foi algemada e arrasatada durante uma audiência no 3˚Juizado Especial Criminal em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. A advogada estava defendendo uma ré quando pediu que sua demanda fosse apreciada em defesa da cliente e disse que não iria se retirar do local enquanto isso não acontecesse. A juíza leiga (considerada juíza auxiliar) Ethel de Vasconcelos, responsável pelo caso, resolveu dar a sessão como encerrada mesmo assim. 

1 2 3 4 5 79