A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Professora Francisca

Professora Francisca é dirigente licenciada de Assuntos Educacionais e Culturais da Apeoesp – Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo, de Saúde da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Educação (CNTE) e de Finanças da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

Todas e todos de preto nas ruas com a bandeira do Brasil na mão

O movimento sindical e todos os movimentos populares estarão nas ruas neste sábado (7) unindo-se do 25º Grito dos Excluídos, organizado pela igreja católica. A determinação das trabalhadoras e trabalhadores, dos estudantes e de todas as forças democráticas do país é barrar os retrocessos promovidos pelo governo de Jair Bolsonaro.

Cortes na educação e pesquisa científica afundam o Brasil

O desgoverno de Jair Bolsonaro não par de efetuar cortes na educação em prejuízo ao país. Em apenas oito meses já foram cortados mais de R$ 6 bilhões. A bola da vez é o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) que anunciou novos cortes para os bolsistas dos programas de pesquisas científicas. Cerca de 2 mil bolsas foram cortadas.

O Brasil precisa de sua atitude, participe dos protestos do dia 13

Na próxima terça-feira (13), o Brasil vai parar em defesa da educação pública e da aposentadoria.

Bolsonaro não repassa verbas em áreas cruciais da educação básica

Com inimigo público número 1 da educação pública, o desgoverno de Jair Bolsonaro não fez o repasse de verbas para a educação em tempo integral, para a construção de creches, alfabetização e para o ensino técnico.

Educação Moral e Cívica e militarização do ensino são doutrinação pura

 Os primeiros seis meses do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), eleito com base em fake news no ano passado, representam um total desastre para o país, que perde destaque no cenário internacional e vê os empregos indo para o ralo.

Ele não sabe que a balbúrdia está no Planalto

Não dá mais para segurar a resistência ao golpe de Estado de 2016 que insiste em destruir o Brasil que estava dando certo. O Brasil que trilhava o rumo do desenvolvimento com valorização do trabalho e do combate à miséria.

Que país queremos legar para as futuras gerações?

 A classe trabalhadora se vê mais uma vez impelida a resistir à destruição do país, da nossa gente tão carente e lutadora. Depois de 31 inéditos anos de vida democrática como jamais se tinha visto em terras tupiniquins, mais uma vez a burguesia nacional se submete aos interesses da elite internacional e leva o país a uma desventura de perdição e descaminho.

Greve Geral nesta sexta (14) para o Brasil entrar nos trilhos de novo 

A sexta-feira (14) pode entrar para a história como o dia em que o Brasil parou em defesa da educação pública e de uma aposentadoria decente, na Greve Geral com a participação unificada de todas as centrais sindicais.

 A violência das ruas invadiu as escolas

O que aconteceu num escola da rede pública estadual em Carapicuíba, na Grande São Paulo, é o retrato do desgoverno Bolsonaro. Mostra o descaso do presidente para com a educação ao eleger as professoras e professores como inimigos, além de defender projetos de censura e repressão aos docentes.

A força do povo estará nas ruas nesta quinta (30) contra Bolsonaro

As prometidas manifestações gigantescas em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, não aconteceram. Muito menos gente do que o esperado pelo desgoverno saiu às ruas neste domingo (26) em apoio a um governo que em cinco meses não fez absolutamente nada para o enfrentamento à crise e criação de empregos.

Estudo britânico mostra como está difícil ser professor no Brasil

A Universidade de Sussex, na Inglaterra, divulgou na quinta-feira (9) uma avaliação sobre o sistema educacional e a situação das professoras e professores em 35 países. No item respeito ao magistério, o Brasil ficou em último lugar com apenas um ponto de 100 possíveis. A pesquisa entrevistou mil adultos, além de 5.500 professoras e professores em cada um dos 35 países avaliados.

O Brasil vai parar nesta quarta (15) para salvar a educação pública

Contra todos os retrocessos do desgoverno de Jair Bolsonaro, os profissionais da educação vai parar o Brasil de ponta a ponta nesta quarta-feira (15). Antes mesmo de assumir a Presidência, os ataques às conquistas da classe trabalhadora e à educação dominavam os discursos de presidente eleito no ano passado.

1 8 9 10 11