A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: Haiti

Haiti realiza eleições presidenciais, adiadas por conta do furacão

As eleições para presidente e renovação de parlamentares no Haiti, que deveriam ter sido realizadas em 9 de outubro, foram realizadas neste domingo (20). Elas ocorrem sob o contexto de grave crise humanitária por conta do Furacão Matthew, que atingiu o Caribe e o sul dos Estados Unidos nas primeiras semanas de outubro, e deixou mais de 500 mortos no país caribenho que é o mais pobre das Américas.

Médicos cubanos no Haiti: um suspiro de esperança no meio da tragédia

Num palco onde as guerras coloniais e seus horrores decorrem como uma história cotidiana e ninguém se detém a imaginar o que significam estes novos genocídios do século XXI para os milhões de sobreviventes que perderam tudo, parece impossível que o olhar se volte para o Haiti.

Em meio à tragédia no Haiti, nasce a pequena Venezuela

Depois que o furacão Matthew passou pelo Haiti, boa parte do país ficou completamente devastada. Os habitantes das áreas afetadas dependem de ajuda humanitária para sobreviver. Mas em meio a este cenário, chegou uma nova vida. A equipe de médicos venezuelanos, enviados para ajudar as vítimas da catástrofe, atenderam uma mulher em trabalho de parto que deu à luz uma menina. Em homenagem, a nova mãe batizou a filha de “Venezuela”.

Uma catástrofe chamada Haiti

Mais de mil mortos, até esta segunda-feira (10): outra tragédia se abate sobre o Haiti, desta vez graças às intempéries do furacão Matthew. O mesmo que atravessou Cuba, as Bahamas e outras regiões do Caribe, também a Flórida e outras regiões do sul dos Estados Unidos, fazendo muitos estragos, mas com poucas vítimas fatais, sem a dimensão catastrófica do Haiti.

Por Flávio Aguiar

O furacão Matthew, o luto seletivo e as ações humanitárias

O furacão que atingiu o Haiti na última terça-feira (4) deixou em seu caminho cerca de novecentos mortos e milhares de casas destruídas. Obama, além de pedir aos estadunidenses cuidados diante de Matthew, aproveitou para conclamar ajuda a “um dos países mais pobres do mundo”. A União Europeia, por sua parte, informou que está destinando 255 mil euros numa “ação humanitária inicial”.

Por Maria do Carmo Luiz Caldas Leite*

Haiti: meio milhão de crianças vivem nas áreas devastadas por furacão

Meio milhão de crianças vivem nas regiões haitianas de Grand Anse e Grand South, as mais devastadas pelo furacão Matthew, sem que esteja ainda claro quantos precisam ajuda urgente, advertiu, nesta sexta-feira (7), a ONU.

Furacão Matthew deixa mais de 800 mortos no Haiti

Os efeitos do Matthew não param e continuam aumentando em um dos países mais pobres do planeta, que já sofreu um terremoto devastador em 2010. O balanço, ainda provisório, de mortos na área sul do Haiti após a passagem do furacão continua subindo e passou, na quinta-feira, de 140 para 283, de acordo com relatórios recentes do Governo. Uma estimativa da agência Reuters eleva para 800, citando fontes de ajuda humanitária.

ONU reconhece responsabilidade na epidemia de cólera no Haiti

O cólera chegou à ilha caribenha em 2010, junto com as forças de paz que desembarcaram no país por causa do terremoto que destruiu a ilha. O mea culpa da ONU foi feito na última quinta-feira (18) após um relatório interno de um assessor de direitos humanos ter vazado, como informa o jornal espanhol El País.

Primeiro ministro do Haiti convoca diálogo pela paz

O primeiro ministro do Haiti, Evans Paul, fez um chamado pela paz em seu país e convocou os manifestantes que atualmente protestam contra a instabilidade eleitoral a se somarem em um diálogo para conquistar um governo capaz de fazer uma transição pacífica.

Presidente do Haiti deixa poder e pede união para ultrapassar crise

Com o fim do mandato, o presidente do Haiti, Michel Martelly, deixou neste domingo (7) o cargo. Ele pediu unidade para o país ultrapassar as dificuldades provocadas por uma crise eleitoral que impossibilitou a eleição de um novo chefe de Estado.

OEA anuncia acordo para governo de transição no Haiti 

A menos de 24 horas do fim do mandato do atual presidente Michel Martelly e sem um sucessor eleito para assumir o cargo, a missão especial da Organização dos Estados Americanos (OEA) para o Haiti anunciou neste sábado (6) um acordo para formação de um governo de transição no país. 

Haiti: saída do atual presidente Martelly é esperada para amanhã 

O que deveria ser uma transição política comum, com a entrada de um presidente eleito, se tornou um embróglio de desfecho desconhecido. Após uma série de protestos da população, o segundo turno das eleições presidenciais foi adiado mais de uma vez. Os haitianos suspeitam de fraude no processo eleitoral para beneficiar o candidato do governo, Jovenel Moise.

1 2 3 4 5 6 48