A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Roberto Amaral

Escritor e ex-ministro de Ciência e Tecnologia
O silêncio dos grandes meios à viagem de Lula à Europa é um escárnio

Nossas chamadas elites são forâneas e alienadas, descomprometidas com a construção de um projeto de país, reprodutoras dos valores e dos interesses da potência hegemônica

No Brasil, o pobre passa fome e o rico ri à toa

Este verdadeiro antiprojeto nacional, no qual se empenha o bolsonarismo, é, contudo, obra partilhada pela classe dominante, porque dele usufrutuária

O imponderável mundo novo

Estamos desafiados a construir uma nova correlação de forças político-social capaz de assegurar a mudança, evitando uma nova frustração nacional

O atraso da classe dominante brasileira

A classe dominante brasileira é uma das mais longevas do mundo, competente na preservação do mando político-econômico, imune a transformações sociais, políticas e econômicas

O governo, que já devastou nosso presente, trata de nos negar a chance de futuro

Pois destruir essa instituição, o CNPq, é o projeto do governo do capitão, a que se associa a maioria do pior Congresso que nosso país já teve em toda sua tumultuada vida republicana

O escravismo criou o Brasil

Continuamos como um projeto, um advir, olhando com justo mal-estar para nossa formação de povo, nação, país, uma expectativa sempre adiada

Brasil: as desventuras do gigante ensimesmado

O andar da história parece haver aprofundado esse sentimento de insularidade que se manifesta até na distante relação que mantemos com nossos vizinhos, vistos sempre de soslaio

Juntamos forças para formar uma maioria ou nos preparamos para uma ruptura

Para além da remoção do entulho presidencial, nosso objetivo mira a construção de um novo pacto que aponte para uma nova ordem econômico-social. Não há hierarquia de metas, mas simultaneidade na ação

O ‘Fora Bolsonaro’ é o que deve unir as forças populares

A unificação do movimento das forças populares parte do combate ao atual sistema e se completa na defesa da ordem democrática e na eleição de um candidato de centro-esquerda

O dia depois da farsa

O jogo está à vista e as cartas na mesa: o mandatário em conflito com a democracia avança passo a passo e, sempre que insinua recuar, termina subindo mais um degrau na escalada golpista.

Entre o abismo e a transação

A irresponsável opção dessa “chamada elite”, alienada, vem de longe, e comprometeu partidos e candidaturas que se diziam de centro e que terminaram na vala comum do bolsonarismo

A República aos pés de seus subordinados

As forças armadas brasileiras, responsáveis pelos graves momentos de desestabilização democrático-institucional que caracterizam a história republicana emprestam sustentação ao atual regime, assumidamente lesa-pátria, que em tão pouco tempo está destruindo nossa soberania e condenando a maioria da população à pobreza

1 2 3 5