A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Pedro Luiz Teixeira de Camargo (Peixe)

Biólogo, Geógrafo e Professor; atualmente é Doutorando em Evolução Crustal e Recursos Naturais pela UFOP/MG e Membro da Direção Eixo Sudeste da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica (EcoEco). Foi diretor da União Estadual dos Estudantes de Minas Gerais (UEE-MG) e da Associação Nacional de Pós Graduandos (ANPG)
Caos Social: Outro nome para o Brasil

“O descontrole do corona no Brasil todo é similar ao descontrole do presidente: de modo inimaginável, o chefe do executivo simplesmente orientou a população brasileira a desrespeitar as orientações médicas e da Organização Mundial de Saúde (OMS), um verdadeiro crime contra a humanidade que será, de modo correto, denunciado no tribunal de Haia, onde se julgam delitos desse tipo.”

O perigo Bolsonaro e a sua chegada ao limite do tolerável

“O real motivo que fez o presidente agir de modo tão irresponsável perpassa pela leitura da última pesquisa, onde ele cresceu ao ponto de ter mais pessoas achando bom que ruim o seu governo, e é exatamente no apoio popular que ele se ampara, pois é isso que o dá confiança para seguir em frente nessa guerra de posições permanente.”

Bolsonarismo e a tentativa de uma revolução passiva tupiniquim

Um dos conceitos mais interessantes de Antonio Gramsci é o de revolução passiva. Segundo o italiano, este é um processo “pelo qual um grupo social chega ao poder sem romper o tecido social, mas sim adaptando-se a ele e modificando-o gradualmente” (GRAMSCI & FORGACS, 1988).

Símbolos e significados: assim que se identifica quem é quem

“Sob o argumento de que as formas de exploração do capital mudaram, que o mundo se transformou e demais raciocínios simplistas, algumas figuras (em sua maioria externas) querem simplesmente tirar o símbolo dos comunistas de sua bandeira, esquecendo o significado que aquilo tem, rememorando períodos históricos importantes como as Revoluções Russa e Chinesa.”

Tempos difíceis: ter um ministro mal-educado e inimigo da educação

Quando Bolsonaro assumiu, todos sabíamos que seria um governo de extrema direita, o que ninguém imaginava, é que veríamos um governo de idiotas e fanfarrões. Entre os folclóricos ministros, Abraham Weintraub talvez seja o que mais se destaca, conseguindo vencer o chanceler Ernesto Araújo e até mesmo Damares Alves.

Óleo no mar, mais um exemplo da incompetência do governo Bolsonaro

Quando se pensa que a atual gestão federal não é capaz de mais trapalhadas na área ambiental, mais uma vez somos surpreendidos. Como se já não bastassem as liberações para desmate descontrolado, as confusões internacionais sobre o Fundo Amazônia, os cortes de verba nos órgãos de fiscalização e as queimadas na região Norte, outra surpresa desagradável: o surreal derramamento de óleo no litoral nordestino.

Ferramentas de Controle Social e Participação Popular

É possível fiscalizar e opinar de fato?

Amazônia, Desenvolvimento Sustentável e Soberania Nacional

Vimos ao longo do último mês de agosto a fatídica, mas óbvia notícia de variados incêndios ao longo da Amazônia brasileira. Apesar de triste, era óbvio que isso aconteceria, afinal de contas a irresponsabilidade e incompetência do Ministro do Meio Ambiente, ligado ao Partido Novo (que de novo não tem nada), é visível. Chega a ser risível o despreparo desse senhor, talvez só comparável ao do próprio presidente.

Capitalismo financeirizado, capital fictício e o desafio dos trabalhadores

O capital especulativo avança em uma velocidade nunca antes vista, chama a atenção a dificuldade do proletariado em resistir ao avanço das novas formas de exploração de sua força de trabalho, em especial, inclusive, para se reconhecer como tal.

Cartas do cárcere em pleno século XXI – uma versão tupiniquim

Com as gravações divulgadas pela imprensa, tanto burguesa como popular, fica cada vez mais evidente a grande farsa jurídica que foi a condenação do ex-presidente Lula.

Balança, mas ainda não cai 

– é preciso ampliar muito mais para derrotar o fascismo.

Nazismo de esquerda: a origem dessa bobagem

Talvez uma das maiores bobagens que temos lido e ouvido nos últimos anos seja a horda de alucinados, liderados por Olavo de Carvalho e a família Bolsonaro, afirmando que o nazismo era algo “esquerdista”.

1 2 3 7

Colunistas

Altamiro Borges
As Cartas do Pai por Ivan Cosenza
Abigail Pereira
Luciano Siqueira
Wadson Ribeiro
Christian Lindberg
Alexandre Lucas
José Reinaldo Carvalho
Jandira Feghali
Paulo Kliass