A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Pedro Luiz Teixeira de Camargo (Peixe)

Biólogo, Geógrafo e Professor; atualmente é Doutorando em Evolução Crustal e Recursos Naturais pela UFOP/MG e Membro da Direção Eixo Sudeste da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica (EcoEco). Foi diretor da União Estadual dos Estudantes de Minas Gerais (UEE-MG) e da Associação Nacional de Pós Graduandos (ANPG)
Ficha limpa: a autocrítica necessária

Em tempos de juízes midiáticos, onde o legislativo mostra-se cada vez mais autoritário e disposto a substituir o poder executivo, é preciso repensar algumas ações realizadas pelos governos de centro-esquerda que tiveram papel decisivo no caos social hoje instalado no país, afinal, nada melhor que aprender com o passado para não errar de novo no futuro.

Lava Jato ou Lança Chamas: Ampliar Radicalizando e Radicalizar Ampliando

Mas a ambição do homem é tão grande que, para satisfazer uma vontade presente, não pensa no mal que daí a algum tempo pode resultar dela. (Maquiavel)

Conferências de Educação: A hora de defender o certo

Ao longo do último mês de Novembro aconteceram diversas etapas das Conferências Nacionais Populares de Educação (CONAPES) em substituição às antigas Conferências Nacionais de Educação (CONAES).

Caso Aécio: A estrada vai além do que se vê

Na terra onde os iluminados de toga passaram a mandar e desmandar, muita gente se sentiu vingada quando no dia 26 de setembro o Supremo Tribunal Federal (STF) afastou o senador Aécio Neves (PSDB) de seu mandato. Esta mesma turma bradou horrores de raiva quando no último dia 18 de outubro o Senado votou e devolveu o mandato, então tirado pelo STF, para o senador mineiro.

Governo Temer decreta o início do fim da Amazônia

Ao longo dos últimos três meses, o governo ilegítimo de Michel Temer se superou em matéria de aniquilamento do patrimônio ambiental nacional ao encaminhar (e aprovar) as Medidas Provisórias (MPs) 756, 758 e 759 no Congresso Nacional, legalizando, na prática, a destruição legalizada da maior floresta equatorial do mundo.

DEMOCRACIA e democracia*

Olhando no dicionário, podemos definir democracia como “o regime político em que todos os cidadãos elegíveis participam igualmente — diretamente ou através de representantes legitimamente eleitos — na proposta, no desenvolvimento e na criação de leis, exercendo o poder da governação através do sufrágio universal”.

Eleições ou Barbárie*

Nesta última quarta feira, dia 17 de maio, o governo golpista tremeu. Em uma bombástica denúncia realizada pelo dono da JBS, empresa que muitos lunáticos acusavam ser de um dos filhos do ex-presidente Lula, Michel Temer (PMDB) atual mandatário da nação e Aécio Neves, senador e presidente do PSDB foram acusados de, respectivamente, comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) e de pedir dois milhões de reais para sua defesa no processo conhecido como Lava Jato.

A lista de Fachin e o perigo da não política

Saiu nesta última semana a tão aguardada lista de Fachin com centenas de nomes das mais diversas personalidades públicas de variados matizes políticos acusados de corrupção pela famosa Operação Lava Jato. 

Foco: eis o desafio*

Toda pessoa lida diariamente com desafios, sejam eles pessoais, acadêmicos, de trabalho ou até políticos. Para conviver ou até mesmo resolver um determinado problema, a solução é sempre a mesma, se concentrar nos maiores e administrar os menores, ou seja, priorizar o que é mais urgente.

Estratégia e Tática: parece simples, mas nem tanto

“Tática é saber o que fazer quando há o que fazer; estratégia é saber o que fazer quando não há nada a fazer”. Tartakower.

Grande política: este sim um debate necessário

Já há algum tempo me sinto tentado a escrever algumas linhas sobre um grave erro (a meu ver) que parte da esquerda e muitos militantes dos movimentos sociais têm cometido sem perceber suas possíveis consequências futuras: o rebaixamento do debate sobre a grande política.

As ocupações vistas de dentro e as lições dos secundaristas

Um dos fatores mais interessantes do ponto de vista social e político que aconteceu (e ainda acontece) ao longo dos últimos três meses sem dúvida tem sido as ocupações estudantis. Com irreverência e muita crítica os estudantes de ensino médio estão dando um banho de cidadania em muito ‘sabe-tudo’ que posa de bom moço, mas que no fundo morre de medo da organização juvenil.

1 2 3 4 5 7