A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: invasão ao capitólio

Senado dos EUA vota impeachment de Trump neste sábado

Nos últimos quatro dias, defesa e acusação apresentaram seus argumentos. São necessários dois terços dos votos para condenação, ou seja, 67 de 100.

Republicanos vivem dilema para manter base extremista de Donald Trump

Historiador americano analisa, ao portal Vermelho, o dilema histórico do Partido Republicano diante do apoio de Trump a terroristas, que compõem base importante para sua influência no poder.

Invasão do Capitólio à luz da História: a tradição da extrema direita

Sobre o trumpismo, é urgente considerar que a extrema direita nos Estados Unidos é maior do que o incontrolável presidente. Ela é parte das tradições norte-americanas como o próprio contrato social que agora é questionado por muitos.

O que dizem educadores a crianças dos EUA sobre a invasão ao Capitólio

Como as escolas devem ensinar as crianças sobre o que aconteceu no Capitólio dos Estados Unidos em 6 de janeiro? O The Conversation perguntou a 6 especialistas em educação

EUA: Democratas dão ultimato para Mike Pence afastar Trump

Mesmo no campo republicano, vários parlamentares se mostram abertos à ideia de apoiar a medida

Luis Fernando Verissimo: Americanamente

Das tantas cenas do Capitólio ocupado que vimos as mais impressionantes eram as de confronto entre os guardas do prédio e os invasores, muito mais numerosos

Nasser: Se Trump tentou mesmo um golpe, foi mais farsa que tragédia

Trump foi derrotado, mas um “efeito boomerang” deve trazer à tona todo o tipo de conflito

Senadores alertam para risco de atos antidemocráticos em outros países

A invasão do Capitólio, local de reunião do Congresso americano, por apoiadores do ainda presidente americano Donald Trump, na quarta-feira (6), em Washington, gerou uma série de condenações por parte dos senadores brasileiros em seus perfis nas redes sociais.

Bolsonaro foi único governante a apoiar ataque fracassado de Trump

Fazendo eco ao incitamento criminoso de seu guru golpista, ele repetiu, sem apresentar nenhuma prova, que “houve fraude na eleição americana”