A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Walter Sorrentino

É médico, vice-presidente nacional do PCdoB. Da coordenação nacional da Frente Brasil Popular. Diretor da União Brasileira de Escritores e preside o Conselho Curador da Fundação Maurício Grabois.
Eleições em ambiente de baixa visibilidade

Onde se situará, nas urnas, o sentimento de insatisfação dos eleitores? Ou seria de continuidade, dada a vantagem que têm os que vão à reeleição, numa campanha curta em meio ao isolamento social frente à pandemia? Enfim, é de se crer que as urnas revelarão um ponto fora da curva histórica.

A grande balbúrdia do capitalismo

A economia mundial está em chamas mais uma vez. O mundo amanheceu na segunda-feira (9) com terrível queda nas bolsas, além da crise do COVID-19.

A luta continua por democracia, soberania nacional e direitos do povo

Alcançamos uma grande conquista democrática tirando Lula da prisão em Curitiba. O movimento que envolveu PT, PCdoB e PSOL, o MST, Centrais Sindicais e UNE e outras centenas de organizações da Frente Brasil Popular e Povo sem Medo alcançou dimensão nacional e internacional marcante como poucas vezes na história política, mobilizando o mundo da cultura e da intelectualidade, sobretudo de personalidades jurídicas democráticas de alta expressão mundial e até de governos e governantes democráticos.

De pinguela em pinguela

O Brasil de Bolsonaro continua sendo pinguela, sem pontes firmes entre o Executivo, o Congresso, o Judiciário, nem mesmo ao mercado. Muito menos ainda à maioria da sociedade, mantida na polarização pela pregação do clã Bolsonaro e seus apóstolos no governo.

Crise política, plantão permanente

O novo governo – e o país – está em crise política, fruto de múltiplas equações, cada qual com diversas variáveis. As análises disponíveis lidam com isso todo dia. Bolsonaro entrega o ouro do Brasil em sua viagem à Meca, busca mimetizar Trump de modo como sempre tosco, mas de nenhum modo desavisado, ao contrário. Resta ver que ninguém, rigorosamente, defende os escopos e resultados da viagem.

Teatro de horrores e crimes – o que fazem com o Brasil

O Brasil chafurda sob a nova direção – novo que já é senil.

Democracia para resgatar a dignidade da nação

As eleições no Brasil deram continuidade a três fatos das exacerbadas lutas políticas de classes. O primeiro, as manifestações de junho de 2013, pondo em causa descontentamentos de largas camadas médias, sequestradas pela direita e extrema-direita com a ajuda dos monopólios midiáticos. Criou-se assim uma extensa base social dessas forças.

 O Povo brasileiro se levantará!

"Não há derrotas definitivas, nem tampouco vitórias irreversíveis. O Povo brasileiro se levantará! O PCdoB está ativo e altivo face à luta que nos espera".*

Pautar a campanha, mais que ser pautado

Devemos mostrar ao povo que a verdadeira polarização brasileira é sobre os rumos da nação, da democracia e dos direitos do povo. Não se perder em arapucas nem desviar energias.

O PCdoB vai à luta com seu projeto eleitoral 2018

O período de campanha eleitoral oficial começou com a eleição polarizada entre dois campos: os que agem pelo o aprofundamento do golpe e continuidade das políticas neoliberais implementadas por Temer, de um lado, e os que resistem, defendendo os direitos do povo, o desenvolvimento soberano e o aprofundamento da democracia, de outro, que agora se apresentam como perspectiva de novo futuro para o povo, haja vistas ao crescimento de Lula em todas as pesquisas.

CBERS – Ciência e inovação para o desenvolvimento

 Realizou-se nesta quarta-feira, 29 de agosto, na Embaixada da China em Brasília, solenidade de comemoração dos 30 anos do Programa CBERS (China-Brazil Earth Resources Satellite), satélite de recursos terrestres, quatro dos quais em funcionamento e aguardando a quinta unidade. O PCdoB se fez presente por meu intermédio.

  Reconstruir o pacto democrático para salvaguardar a nação

Os fatos se sucedem e demonstram o quadro tormentoso que vive o Brasil.

1 2 3 6