A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Luciano Rezende

Luciano Rezende Moreira Professor. Membro do Comitê Central do PCdoB.
A inquisição bolsonarista

Alguns anos atrás era sabido por todos que ninguém podia ser “privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política”. 

A cilada do ciclo moralista

Reportagens dessa semana dão conta de que um dos filhos de Jair Bolsonaro, o candidato a deputado federal por São Paulo Flávio Bolsonaro, aumentou seu patrimônio em 432% desde 2014.

O fardo do “cidadão de bem”

“O Fardo do Homem Branco” (The White Man’s Burden) é um poema escrito pelo inglês Rudiyard Kipling, publicado há exatos 120 anos, para romantizar os incontáveis crimes cometidos pelas principais potências imperialistas da época.

Lula é um gigante que não cabe em uma Frente de Esquerda

Estive 24 horas em frente ao histórico Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, entre os dias 5, 6 e 7 de abril. Infelizmente, saí antes do memorável discurso de Lula e de sua saída pelos braços do povo. Tive vontade de me socar.

Não me assusto com mais quase nada

Em 2003, assustei-me ao ver o rebuliço dado pela grande mídia empresarial ao simples fato de Dona Marisa ter cultivado flores vermelhas (sálvias) no jardim do Palácio do Alvorada. Um ato espontâneo, sem nenhuma relevância, ganhou os noticiários por dias e noites.

Radicalizar na amplitude

A quem pode interessar táticas sectárias que isolem ainda mais a esquerda no campo político institucional? A quem serve o discurso de radicalização da luta política, agudizando o enfrentamento entre golpistas e não-golpistas?

O que a Primavera dos Povos nos tem a ensinar sobre o "inverno" golpista?

Poucos meses antes de morrer, em 1895, Friedrich Engels presenteou a humanidade reunindo os textos de seu amigo Karl Marx sobre o período que ficou conhecido como a "Primavera dos Povos", especificamente sobre os acontecimentos que abalaram o mundo na Revolução de 1848 – 1849 na França.

Nem Cuba, nem Venezuela: Afeganistão

Semana passada, Temer se reuniu, uma vez mais, com pastores das principais igrejas neopentecostais brasileiras para discutir o apoio da chamada bancada evangélica à aprovação da Reforma da Previdência.

A República dos PhDeuses

Vivemos um período da história no mínimo curioso. Embora as instituições públicas tenham voltado a sofrer intensos ataques após o golpe parlamentar-jurídico-midiático, parte expressiva dos concursados públicos, principalmente do âmbito federal, está cada vez mais se achando a última bolacha do pacote.

No Brasil pós-Golpe, fascista “come gente”, mas “pobre não tem hábito alimentar”

Entre as várias crises pelas quais passa o Brasil, ganha destaque a civilizatória. Enquanto a grande mídia privada pinta um cenário de um país que renasce das cinzas após a Lava Jato, onde finalmente a “lei é para todos”, assistimos incrédulos à apologia de fascistas e extremistas de direita que diariamente manifestam à larga seus mais variados preconceitos de classe, minando os pilares básicos da democracia burguesa.

Frente Ampla: bola na rede para fazer o gol

A constituição de uma Frente Ampla não permite seguidismo. Uma Frente, como o próprio nome insinua, aglutina várias correntes do pensamento que se propõem a estar na vanguarda, assumindo os bônus e os ônus que essa posição oferece.

A morte do cachorro de Dilma e a Estratégia da Distração

Recordo-me como se fosse hoje. O primeiro operário era eleito presidente da República, representando amplos setores da esquerda e dos movimentos sociais, com enorme repercussão na mídia internacional e a discussão promovida pela imprensa privada brasileira era o plantio de flores vermelhas no jardim do Palácio da Alvorada, em alusão ao PT, cultivadas supostamente a pedido de Marisa Letícia.

1 2 3 4 21