A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Carolina Mello

Jornalista pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), interessada em política, feminismo, literatura e cinema. Email: [email protected]  Twitter: @mellocomdoisele
Um bravo guerreiro em Sertânia

A obra-prima de Geraldo Sarno me recorda outro filme, também primoroso, de Gustavo Dahl, chamado O Bravo Guerreiro.(1969).

Raízes da violência

.

Usos do erótico na pandemia

Há décadas as feministas afirmam que “o pessoal é político”, e ter clareza de como a vida privada tem sido instrumentalizada para a manutenção de projetos de poder genocidas torna a questão do erótico uma reflexão coletiva inadiável.

Novas urgências

.

Cegueira branca

Estamos cegos porque o mundo civilizado é esclarecido demais.

Historinha

.

Azul da bandeira, chorai por nós!

Tenho chorado esses dias, um choro sem soluços nem ranger de dentes, silencioso, quase tranquilo, que brota dos olhos com a persistência de um olho d’água. Pergunto-me se não será esse o estado natural de qualquer pessoa em meio à pandemia do Covid-19.

O feminismo no tapete vermelho, as palmas e as batatas

No embalo do movimento #MeToo, que denuncia abusos sexuais cometidos por diretores e produtores do mercado audiovisual, o feminismo se tornou doce na boca dos discursos proferidos sob os holofotes do tapete vermelho.

As vantagens de ser uma artista mulher

Dois filmes sobre o feminino e o ofício da arte chamam a atenção na atual temporada de premiações cinematográficas. Adoráveis Mulheres, adaptação de Greta Gerwig à novela Mulherzinhas, de Louisa May Alcott; e Retrato de uma jovem em chamas, de Céline Sciamma.

Nosso amor invisível

Parasita, uma história sobre o capitalismo

 “Antes de ser um grande termo sociológico, o capitalismo é apenas a nossa vida”, diz o cineasta sul-coreano Bong Joon-ho sobre o tema do seu mais novo filme, Parasita. O longa aborda os atritos sociais entre duas famílias, os Kim, moradores de um porão, e os Park, residentes de uma mansão luxuosa.

Amor, riso e melancolia em Fleabag

É rápida e cortante como uma navalha a forma como Phoebe Waller-Bridge entrega, ao final do primeiro episódio, a chave do drama que a protagonista Fleabag desenvolve ao longo da homônima série britânica vencedora de Emmys.

1 2